The news is by your side.

Justiça nega recurso e Djokovic será deportado

Da Redação

 

O tenista Novak Djokovic será deportado da Austrália porque não quis se vacinar contra a covid-19. A decisão foi tomada pelo Tribunal do Circuito Federal de Melbourne na madrugada deste domingo (16), por unanimidade.

Dessa forma, Djokovic não vai poder jogar no Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da temporada. Além disso, o atleta ficará proibido de entrar no país por três anos. O voo de deportação está marcado para as 23h de hoje.

Após o veredito, a ATP (Professional Tennis Association) descreveu a decisão judicial como “o fim de uma série de acontecimentos profundamente tristes”. Para a ATP, Djokovic é “um dos nossos maiores campeões”.

O presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, disse hoje que o tenista foi maltratado em uma “caça às bruxas”, que se assemelhava a um show no estilo “orwelliano” (em referência ao escritor George Orwell).

“Vocês não humilharam Djokovic, mas humilharam a si mesmos”, declarou Vucic, ao mencionar que as autoridades da Austrália já sabiam do resultado judicial. “Maltrataram um jogador de tênis por 10 dias”.

O sérvio entrou na Austrália em 5 de janeiro sem se vacinar, alegando que testou positivo para covid-19 em 16 de dezembro, o Estado de Victoria (onde está situada Melbourne, a sede do torneio) determinou que só pessoas vacinadas poderiam entrar parar jogar o Aberto da Austrália.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação